Você percebe o que o mundo comercial está mudando?
12 jan 2017

Você percebe o que o mundo comercial está mudando?

O Uber é considerado a maior empresa de táxi do mundo, mas não possui um único veículo em seu nome. Mídia mais popular do planeta, o Facebook não produz conteúdo. O Alibaba, varejista mais valioso do mercado, não conta com depósitos de mercadorias. E o Airbnb, maior provedor global de hospedagem, não é dono de um único quarto de hotel. Com pequenas variações, é possível encontrar diferentes versões dessas afirmações na internet. Mas a mensagem é uma só: a partir de modelos de negócios disruptivos e com equipes enxutas, nomes até pouco tempo desconhecidos no mercado estão atraindo investidores e consumidores, alcançando valorizações bilionárias e colocando em xeque o futuro de negócios tradicionais, como os de taxistas, hotelaria, telefonia e de tevê a cabo, entre outros.

Só quem não quer ver para não perceber a mudança. Desta vez, ao menos, as grandes empresas que se sentem ameaçadas por esses modelos de negócios inovadores indicam que não assistirão passivamente ao surgimento de competidores capazes de engoli-las. Cobrar regras iguais faz parte do jogo e, até onde a vista alcança, parece  uma reivindicação justa. Mas, tão urgente quanto, é necessário investir pesado em inovação e adaptar-se à nova ordem para não ser afogado pelo tsunami digital. “Não podemos continuar a fazer o negócio do mesmo jeito, pois o mundo está mudando”, diz Genish. “Precisamos pensar como uma empresa digital e isso muda os tipos de serviços que oferecemos.”

O Marketing de Rede vem se desenvolvendo e se tornando cada vez melhor.O conceito de organização em rede está intimamente ligado ao conceito de Sociedade da Informação, que segundo Gouveia e Gaio (2004) “corresponde a uma sociedade que recorre predominantemente às Tecnologias da Comunicação e Informação para a troca de informação em formato digital, suportando a interacção entre indivíduos e entre estes e instituições, recorrendo a práticas e métodos em construção permanente” A organização em rede é possível devido a um uso crescente do formato digital que é possibilitado pelo uso intensivo de tecnologias de informação e comunicação. A internet trouxe o que o Marketing de Rede precisava. Agora não adianta mais a briga constante de seus opositores e concorrentes.

Leia também:

Olha quem aderiu também a esse mercado maravilhoso?

Multinível – Um negócio democrático e justo.


Roberto e Luciana Diamantes

Meu nome é Roberto Carvalho, sou gerente comercial e juntamente com minha esposa Luciana, também gerente comercial, nos tornamos empresários de Marketing Multinível. Com mais de 20 anos no mercado de varejo, apesar de realizados profissionalmente, ainda não éramos realizados financeiramente. Em maio de 2016 nos cadastramos no Polishop.com.vc e passamos também a desenvolver esse negócio, essa foi a melhor decisão comercial que podíamos ter tomado, agora somos donos de nosso tempo e mudamos radicalmente de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *